Passar para o conteúdo principal
Germano Macedo
Bragança

Serralheiro e artesão de máscaras tradicionais em ferro, chapa e latão.

Informação de contacto
Largo de São João de Deus, 1 - BRAGANÇA; 939 472 166
"Quando não tenho que fazer, faço uma máscara ou duas, conforme o tempo que tenho disponível e o material que tenho à mão".

     Germano Macedo despertou para o artesanato da máscara, há cerca de 20 anos, quando um professor lhe pediu que fizesse uma máscara do Diabo e outra da Morte, em conformidade com a tradição da Quarta-feira de Cinzas de Bragança. A partir de então, começou a produzir máscaras desta tradição, em quantidade e diversidade. A divulgação do seu trabalho foi sendo feita pelos amigos e visitantes que gostavam das peças que ele fazia. Começaram, então, a chegar clientes e quanto mais chegavam, mais ele se sentia motivado para fazer aumentar o seu espólio.

     A inspiração vem-lhe das máscaras tradicionais dos diabos e da Morte da Quarta-feira de Cinzas de Bragança. Outras vezes, vai buscar inspiração a outros rituais festivos de máscaras, os caretos de várias terras do distrito de Bragança. Digamos que se trata da imaginação do artista com base na tradição.

     Germano Macedo tem participado em eventos temáticos da máscara, nas bienais da máscara de Bragança -  MASCARARTE - encontros de artesãos de Lazarim e outros. Também tem feito exposições individuais em diferentes locais e no Museu Ibérico da Máscara e do Traje de Bragança.