Pasar al contenido principal

Bragança, Carnaval do caretos, 2020, em Jornal Nordeste, 25-02-2020

Centenas de mascarados desfilaram
no Carnaval dos Caretos em Bragança

Informação Regional 25 de Fevereiro de 2020

 

Milhares acompanharam na rua a passagem dos caretos e a queima do diabo no castelo

     Olga Telo Cordeiro

     Em Bragança, cerca de 900 mascarados encheram, no sábado, as ruas da cidade de cor, travessuras e folia.
     O Carnaval dos Caretos incluiu grupos de mascarados de Portugal e Espanha, bem como alunos de escolas e utentes de IPSS vestidos a rigor, com fatos de caretos.

Carnaval dos caretos 1 
Muitos alunos e utentes de IPSS engrossaram o desfile

     A variedade e animação das típicas figuras das festas de inverno fizeram as delícias dos que quiseram assistir, tanto visitantes como locais, como é o caso de Sara Alves, que agora a residir lá fora vê com outros olhos o tradicional carnaval. “Antes tentava vir sempre, mas como agora vivo no estrangeiro, este ano, por acaso, calhou vir. Já sentia falta destes rituais tão pagãos e transmontanos”, contou. Manuel Cunha, um turista de Lousada, disse que esta foi “a primeira vez” que veio nesta época a Bragança para “conhecer a tradição” e “ver como era”. Achou “muito engraçado, com os trajes, diferente do normal, vale a pena” e garante que “superou as expectativas”. Laura Martins também é de Bragança, estuda em Aveiro e diz que "este ano foi bastante interessante, para tirar fotografias, está uma luz muito bonita" e não sabia “que havia um concerto a seguir”, (de Sebastião Antunes & Quadrilha), o que considera
ser um atractivo maior no evento.

     Verónica Lopes, de Lisboa, já conhecia a tradição. “É a segunda vez que venho, isto é magnífico, lindo", afirma, dizendo que elege a queima do diabo a parte de que mais gosta.
     O desfile partiu do centro da cidade e dirigiu-se para o castelo, onde o diabo de 6 metros de altura, a representar “Morte, Diabo e Censura”, foi queimado.
    Segundo António Tiza, presidente da Academia Ibérica da Máscara, esta edição do Carnaval dos Caretos foi muito participada. “Provavelmente foi um dos mais participados, em termos de grupos de mascarados e, por aquilo que de que me dei conta, de assistência. Acho que nunca vi tanta gente a assistir ao longo das ruas", referiu.

     Na tarde de sábado realizou-se ainda a representação do teatro “Um mistério no Reino Maravilhoso”, encenado por Acácio Pradinhos, da Associação FISGA.
O programa do Carnaval dos Caretos termina dia 26, com a saída da “Morte, Diabo e Censura”, uma tradição da cidade.                                                       

 
Carnaval dos caretos 2
 A queima do diabo foi o momento mais alto do Carnaval dos Caretos

Añadir nuevo comentario

Código de idioma del comentario.