Academia Ibérica da Máscara

Assinatura da escritura da Academia Ibérica da Máscara

A Academia Ibérica da Máscara é uma associação cultural que pretende congregar no seu seio todas aquelas pessoas que, de alguma maneira, se interessam pela cultura da máscara, as celebrações e os rituais festivos centradas nos mascarados – etnólogos, historiadores, fotógrafos, produtores de audiovisuais, dirigentes associativos, artesãos, autarquias e, obviamente, os elementos constituintes dos diferentes grupos de mascarados. O seu âmbito geográfico é, conforme o nome sugere, todo o território da Península Ibérica. Assim sendo, logo no acto da sua constituição contou com a adesão de pessoas desta identidade cultural ibérica, na qual se incluíram também personalidades do Brasil; contudo, nada obsta que pessoas oriundas de países para além do espaço ibérico possam também aderir, o que seria desejável e vantajoso, tendo em vista a prossecução dos nossos objectivos.

Para já, e por uma questão de funcionalidade, os seus órgãos sociais integram pessoas do distrito de Bragança e da Comunidade de Castela e Leão.

Para o corrente ano e em conformidade com os Estatutos, foram definidos os seguintes objectivos: contribuir para a preservação dos rituais relacionados com a máscara, para o que se torna indispensável a criação das condições de funcionalidade da sede social da Academia, dar continuidade aos estudos etnográficos sobre as festividades com mascarados, promover e participar nos eventos científicos e culturais, realizados tanto no espaço ibérico, como no estrangeiro, organizar exposições e outros eventos; apoio aos artesãos das máscaras, divulgando as suas obras e viabilizando a sua participação em eventos relacionados com a temática.

Recentemente, a Academia tem participado, como é seu múnus, nos eventos cuja temática é a máscara e os seus rituais, no País e na vizinha região de Castela e Leão, nomeadamente, na organização da bienal da máscara – MASCARARTE 2009, no Carnaval dos Caretos de Bragança, em exposições de arte, colaboração na exposição de escultura “Máçcaras – A Transfiguração”, do escultor José António Nobre e de pintura de Balbina Mendes, exposições que passaram por várias cidades do Norte do País. Igualmente participou, a convite do INATEL, numa palestra realizada no Teatro da Trindade de Lisboa, sobre o tema do Carnaval. Colaborou ainda, com uma intervenção partir do Museu Ibérico da Máscara e do Traje, no programa “Câmara Clara” da RTP2. Em Novembro e Dezembro passados, em colaboração com o Ayuntamiento de León e com a Câmara Municipal de Bragança, organizou naquela cidade uma exposição de máscaras, trajes e seus adereços das províncias de Zamora, León e do distrito de Bragança. Nos meses de Fevereiro e Março, organizou outra exposição de máscaras do distrito em Ovar, em colaboração com esta Câmara Municipal e a de Bragança. Além disso, marca presença nas festividades do ciclo do Inverno do distrito de Bragança e das províncias de Zamora, León e Ourense, na Galiza, tanto quanto lhe é possível, já que muitas destas celebrações se realizam nas mesmas datas. O objectivo destas deslocações é sempre a recolha das informações necessárias à elaboração dos estudos e da página Web, com registos escritos, fotográficos e videográficos. Estes contactos pessoais, efectuados por membros da Academia, tornam-se essenciais, já que as ambiências festivas só se podem conhecer em profundidade através da investigação in loco e do trabalho de campo. Recentemente, organizou uma visita ao Carnaval de Viana do Bolo (Galiza).

Conforme o Plano de Actividades, temos em vista a realização de projectos e de estudos com vista à elaboração de uma base de dados que contemple os grupos de mascarados e seus rituais, dos grupos de música tradicional, imprescindíveis a estas celebrações, e aos artesãos ligados à temática. Está prevista a realização do Encontro Lusófono da Máscara, em Fortaleza, no Brasil, no qual a Academia terá um papel organizativo. Igualmente, continuaremos a participar e organizar exposições no espaço nacional e ibérico. A publicação de obras é outro dos nossos projectos. Estão em curso as obras de requalificação do edifício cedido pela Câmara Municipal, sito na Cidadela, para sede social da Academia.

Ficheiro em anexo: Estatutos.pdf